(11) 3150-0900

FUNCEF permite a suspensão do pagamento de prestações de empréstimos por três meses

A FUNCEF permitirá, pela terceira vez desde o início da pandemia da Covid-19, a suspensão do pagamento das prestações dos empréstimos por três meses.

Os participantes poderão solicitá-la no Autoatendimento, no site ou aplicativo da Fundação, a partir desta quinta-feira (27/5) até as 12h do dia 4 de junho deste ano.

Após a confirmação no Autoatendimento, o pedido de suspensão é irrevogável e irretratável, não sendo possível solicitar o cancelamento. Por isso, antes de realizá-lo, faça a simulação, veja como ficará a projeção de valores e o prazo de amortização do seu contrato e decida se irá aderir ou não

Leia, a seguir, tira-dúvidas sobre essa nova rodada de suspensão das prestações das linhas de crédito da FUNCEF.

1) Por que a FUNCEF abriu novo período para suspensão do pagamento das prestações dos empréstimos?

A FUNCEF atendeu aos pedidos dos participantes que entraram em contato com a Fundação e, também, em razão dos efeitos sociais da pandemia do coronavírus.

2) Quem pode solicitar a suspensão neste terceiro período?

Os participantes com contratos nas modalidades CredPlan (Fixo, Variável, Fixo 120 e Variável 240), Novo Credinâmico (Fixo e Variável) e Crédito ao Participante para Integralização de Reserva Previdenciária.

3) Quem não pode participar da suspensão?

Participantes em situação de cancelados, licenciados, em Benefício Proporcional Diferido (BPD), inadimplentes com três ou mais parcelas ou em processo de cobrança por meio de execução judicial, assim como os participantes que já possuem algum tipo de suspensão prevista no Contrato de mútuo e/ou no Regulamento de Empréstimo. Não há, também, suspensão para os contratos da modalidade CredPlan 13º Novembro/2021.

4) Quando e onde posso solicitar a suspensão?

O pedido deve ser feito somente no Autoatendimento, no site ou no aplicativo da FUNCEF, no período entre o dia 27 de maio até as 12h do dia 4 de junho deste ano. Veja aqui o passo a passo para adesão à suspensão das prestações de empréstimos.

5) Por quantos meses poderá ser suspenso o pagamento das prestações?

Três meses. As prestações não serão cobradas nos meses de junho, julho e agosto de 2021. A cobrança retornará em setembro de 2021, em valor igual ou menor que o valor da parcela do mês de maio/2021. No entanto, durante todo o período da suspensão o FGQC continuará a ser cobrado.

6) Posso suspender a cobrança por apenas um mês ou apenas dois meses?

Não. Somente por três meses, período de suspensão pré-determinado e aprovado pela FUNCEF.

7) Como ficam as parcelas do Fundo Garantidor para Quitação de Crédito (FGQC)?

A cobrança das parcelas mensais referentes ao FGQC permanece nos três meses da suspensão, como ocorreu nas duas últimas suspensões, em 2020.

8) Haverá incidência de juros sobre as parcelas suspensas?

Não haverá cobrança de juros e multa por atraso durante o período da suspensão temporária extraordinária. Apenas continuarão sendo calculados, diariamente, os juros definidos no contrato e a correção monetária sobre o saldo devedor, conforme previsão contratual. Ao final do contrato, o saldo devedor sofrerá o acréscimo relativo aos três meses da suspensão.

9) Meu contrato continuará com a mesma quantidade de prestações?

Não. Apesar de não haver a cobrança das prestações durante a suspensão, os juros e a correção monetária sobre o saldo devedor continuarão a ser aplicados. Como o valor da prestação no mês imediatamente posterior à suspensão, setembrode 2021, deve permanecer igual ou menor que o valor da prestação de maio de 2021, haverá a necessidade de um prazo maior para amortização do novo saldo devedor, calculado após a suspensão, em setembro de 2021.

10) Como saber o novo prazo de amortização do meu contrato?

O simulador no Autoatendimento irá mostrar a quantidade de parcelas remanescentes a partir de junho de 2021, considerando o prazo atual do contrato e a quantidade de parcelas a vencer a partir de setembro de 2021, correspondente ao mês de retorno da cobrança das prestações, as quais serão calculadas de acordo com o saldo devedor projetado para o fim da suspensão.

11) Participei das suspensões oferecidas em 2020. Posso solicitar nova suspensão agora?

Sim. Terá, no entanto, que fazer a adesão à nova campanha no prazo estabelecido pela FUNCEF, por meio da assinatura do respectivo Termo Aditivo ao Contrato, de acordo com a situação específica do participante, considerando a suspensão anterior, se houver. São eles:

- Primeiro Termo Aditivo: para quem não optou pela(as) suspensão(ões) em 2020.

- Segundo Termo Aditivo – Modelo A: para quem optou somente pela Primeira Suspensão Temporária Extraordinária, de abril a junho de 2020;

- Segundo Termo Aditivo – Modelo B: para quem optou somente pela Segunda Suspensão Temporária Extraordinária, de julho a agosto de2020; e

- Terceiro Termo Aditivo: para quem optou pelas duas Suspensões Temporárias Extraordinárias no período de abril a agosto de 2020.

Leia com atenção os termos aditivos porque a opção é irretratável após a adesão.

12) Não quero suspender o pagamento das prestações do(s) meu(s) contrato(s). Devo fazer algo?

Não. A suspensão é facultada aos participantes que possuem contratos de empréstimo elegíveis à operação, solicitando através do Autoatendimento. Caso não seja feita a adesão, as parcelas mensais (prestação e FGQC) serão cobradas normalmente, de forma consecutiva e ininterrupta, até a quitação do contrato. Caso não ocorra a cobrança, o participante deverá procurar a FUNCEF para efetuar o pagamento, conforme previsto no Contrato de mútuo e/ou no Regulamento de Empréstimo.

13) Posso cancelar o pedido de suspensão das três parcelas após o registro no Autoatendimento?

Não. O pedido é irrevogável e irretratável, conforme disposto no respectivo Termo Aditivo. Por isso, o participante deve fazer a simulação e avaliar os dados apresentados, para a tomada de decisão antes de finalizar a solicitação. Não serão aceitos cancelamentos após confirmada a adesão.

14) Em caso de dúvida, a quem procuro?

Entre em contato com a FUNCEF pelo chat, no aplicativo da Fundação, das 9h às 16h, pelo Fale Conosco (acesse aqui) ou ligue para o telefone 0800 706 9000, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, exceto feriados.


Fonte:Comunicação Social da FUNCEF